)

ARTIGO: ONLINE X OFFLINE. Existe diferença?

Sim. E muitas. Mas não estou falando das características dos dois ambientes. Estou falando do “modus operandi” dos empresários.

Tenho convivido nos últimos anos com empresários que atuam em um ou outro ambiente e percebo claramente uma grande diferença no comportamento de ambos.

Enquanto o empresário com visão digital, define sua estratégia e desenvolve campanhas baseado na análise de demanda, volume de pesquisa e interesse dos consumidores em determinados produtos, o empresário analógico olha pro estoque e decide a campanha pra ofertar produtos que não tiveram volume de vendas.

O empresário digital acredita na importância de ampliar o alcance do seu negócio através de uma comunicação mais freqüente, personalizada e geolocalizada. 

O empresário analógico acredita que o problema é a crise. E não percebe as mudanças no comportamento do consumidor.

O empresário digital investe seu tempo ou contrata profissionais e agências que o auxiliem a entender melhor o seu mercado e conheçam ferramentas de Inteligência.

O empresário analógico investe seu tempo em fazer liquidações e promoções que "continuam" não atraindo os consumidores. E continua reclamando da crise.

O empresário digital investe em mídia programática, personalizada e geolocalizada.

O empresário analógico investe  seu tempo negociando e reduzindo investimento em publicidade igual há 20/30 anos.

Resumindo, o empresário digital olha pra frente e no que o consumidor deseja e quer comprar.

O empresário analógico olha pro passado e decide ofertar aquilo que ele tem no estoque, não importando as necessidades do consumidor.

E o resultado de quem está no caminho certo é fácil de verificar.

É só olhar o percentual de crescimento das vendas online na comparação com o varejo tradicional.

Meu recado aos empresários analógicos que desejam recuperar sua posição de destaque no mercado:

1º) Preparem-se para entender as mudanças de comportamento do consumidor.

2º) Invistam na Transformação Digital do seu negócio. 

3º) Priorizem a formação da sua equipe. 

E coloque sua marca no topo da preferência do consumidor, garantindo o crescimento do seu negócio, independente de crises ou momentos de instabilidade do mercado.

Ou continue na sua cadeira... reclamado da crise, do dólar, do pênalti desperdiçado, da chuva.

Autor:
Paulo Kendzerski
Diretor Presidente da WBI On Life
Linkedin

 

Comentários